Lembrado em todo o mundo como sendo o Dia de Combate ao Diabetes, a próxima quinta-feira (14) trará a doença como foco principal das ações e discussões no calendário de eventos do Novembro Azul, promovido em Rondonópolis pela Secretaria Municipal de Saúde.

O público atingido em especial será o dos servidores públicos municipais. Em parceria com o Serv Saúde, a Secretaria comandada por Marildes Ferreira vai levar seus profissionais para um ‘plantão’, no sentido de verificar como está a saúde dos trabalhadores e encaminhar eventualmente algum tratamento.

“Debateremos em palestras não só o diabetes como outros assuntos. Ações em saúde como aferição de pressão arterial, vacinação, teste rápido de sífilis e HIV, vão ocorrer das 13 às 17 horas, assim como o cálculo de IMC (Índice de Massa Corporal”, detalhou a gerente do Programa Saúde do Homem e que está coordenando o Novembro Azul, a enfermeira Kelly Laura Lima.

Antes do dia 14, porém, a diabetes já será assunto em uma palestra para homens que trabalham na empresa de transporte coletivo urbano ‘Cidade de Pedra’, na manhã desta quarta-feira (13). Os trabalhadores ouvirão também dos enfermeiros informações sobre a hipertensão. O evento é de realização do Departamento de Ações Programáticas, que trabalha com a saúde do homem e tem um programa específico de combate ao diabetes.

“O diabetes é um gravíssimo problema de saúde pública e que vem aumentando seus índices de forma alarmante. Houve um grande crescimento no número de casos de diabetes tipo 2 em todo o mundo. Em 1985, era estimado haver 30 milhões de pessoas com diabetes. Em 1995, esse número já ultrapassava os 150 milhões. De acordo com as estatísticas da IDF (Federação Internacional de Diabetes), atualmente o número já supera os 250 milhões”, analisou a gerente Kelly, falando sobre a doença.

De forma direta, o diabetes foi responsável pelo morte de 29 homens rondonopolitanos maiores de 20 anos de idade, de 2009 até os dias atuais, segundo o DataSus. A doença ainda agravou quadros de outras enfermidades e impediu a intervenção cirúrgica em diversos outros casos, sendo então indiretamente responsável por outros óbitos.

A gerente da saúde do homem ainda lembra que na quinta-feira (14) haverá um momento de lazer e atividade física com o grupo de diabéticos assistidos pelo Município no Horto Florestal. “O Programa Diabetes do Departamento de Ações Programáticas e o Centro de Nefrologia promoverão este passeio que  acontecerá a partir das 8 horas da manhã”, frisou Kelly.

No dia 22, os servidores da Rede Básica passam por uma capacitação de monitorização em diabetes. Já quanto a população, especialmente a masculina, que não for à Praça Brasil nos dias de mutirões ou não encontrar os vários stands dos servidores em pontos distintos da cidade pode fazer um exame de diabetes mellitus nos Centros de Saúde São Francisco, do Conjunto São José, do Guanabara, do Nossa Senhora do Amparo, da Policlínica, além de unidades no Jardim Europa e da Vila Olinda.